Centenário Forte Coimbra de Mato Grosso do Sul pode se tornar Patrimônio Mundial 

Centenário Forte Coimbra de Mato Grosso do Sul pode se tornar Patrimônio Mundial 

Construção histórica deve integrar candidatura de 19 fortificações situadas em dez estados brasileiros. Centenário forte de Mato Grosso do Sul pode ser tombado como patrimônio da humanidade
Renê Márcio Carneiro/Prefeitura de Corumbá
O centenário Forte Coimbra, em Corumbá, no Pantanal sul-mato-grossense pode ser tombado como Patrimônio Mundial da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco).
Na próxima terça e quarta-feira, dias 22 e 23, será realizada uma oficina técnica em Corumbá, para discutir entre instituições federais, estaduais, municipais e militares, os papéis de cada uma delas para apresentação da fortificação sul-mato-grossense dentro da candidatura a Patrimônio Mundial do conjunto de fortificações do Brasil.
O evento será promovido pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e o Exército.
Os debates vão envolver conceitos e procedimentos para a apresentação da candidatura do Conjunto de Fortificações do Brasil a Patrimônio Mundial; os desafios para a gestão desses monumentos e a montagem de conjunta de estratégias para a sustentabilidade desses bens tombados.
Em Mato Grosso do Sul a única fortificação que integra o conjunto que será apresentado a Unesco é o Forte Coimbra.
Além do Forte de Coimbra, também integram a lista indicativa os seguintes monumentos: Fortaleza de São José, em Macapá (AP), Forte dos Reis Magos, em Natal (RN), Forte de Príncipe da Beira, em Costa Marques (RO), Forte de Santo Antônio da Barra, em Salvador (BA), Forte São Diogo, em Salvador (BA), Forte São Marcelo, em Salvador (BA), Forte de Santa Maria, em Salvador (BA), Forte de N. S. de Mont Serrat, em Salvador (BA), Forte de Santa Catarina, em Cabedelo (PB), Forte de Santo Amaro da Barra Grande, em Guarujá (SP), Forte São João, em Bertioga (SP), Fortaleza de Santa Cruz de Anhantomirim, em Governador Celso Ramos (SC), Forte de Santo Antônio de Ratones, em Ler a notícia completa

Via:: Mato Grosso

Close Menu