Hambúrguer batizado de “Marielle Franco” causa polêmica em BH

Sanduíches da lanchonete levam nome de mulheres ativistas
Divulgação / Vegan 2 Go

Uma hamburgueria da região centro-sul de Belo Horizonte dividiu a opinião de clientes e internautas com o nome do novo sanduíche da casa. O hambúrguer de feijoada sem glúten e linguiça vegetal foi batizado de Marielle Franco, nome da ex-vereadora do Rio de Janeiro, assassinada em março deste ano.

Após a divulgação do produto nas redes sociais, as publicações da lanchonete começaram a receber críticas de diversas pessoas. Eles acusam a empresa de não ter sido ponderada ao fazer a escolha.

O carro de Marille foi atacado no RJ
Getty Images / Emmanuele Contini / NurPhoto

Em uma das postagens, um internauta diz “Quem teve a brilhante ideia de dar o nome de Marielle Franco a um hambúrguer? Vocês desconhecem o que é respeito! Isso é sujo, ofensivo e oportunista!”. Em outro texto, uma jovem defende a loja: “E não pode ser uma homenagem? Como vcs são sem noção. Vão lutar pela causa e pare de encher o saco alheio”.

A lanchonete vegana alegou que trata-se de uma homenagem à parlamentar morta para manter viva a memória dela. Segundo a direção, é um hábito da hamburgueria dar o nome de ativistas brasileiras aos produtos como forma de tributo. Apesar da repercussão, o estabelecimento garante que a homenagem vai ser mantida. Ler a notícia completa

Via:: Minas Gerais

Hambúrguer batizado de “Marielle Franco” causa polêmica em BH
Close Menu