Sabores regionais e internacionais movimentam gastronomia na Fenearte

Sabores regionais e internacionais movimentam gastronomia na Fenearte

Doces portugueses fazem sucesso no setor internacional. Público também pode provar dezenas de sabores de chocolate do Rio Grande do Sul. Doces portugueses fazem sucesso na Fenearte
Penélope Araújo/G1
Na 19ª Feira Nacional de Negócios do Artesanato (Fenearte), os visitantes também podem aproveitar para conhecer um pouco da culinária regional e internacional. É que além de artesanato, o evento reúne também expositores de comidas artesanais, de diversos estados do Brasil e também de outros países, como Portugal.
O doce português mais famoso é o pastel de belém, que é feito com massa folhada e recheio de nata e creme de leite. “Como ele é uma tradição de Portugal, é também o mais vendido. Ele é produzido em São Paulo, por mãos portuguesas, e têm o sabor de lá”, comenta a vendedora Maria Vera Chaves. A unidade custa R$ 10.
No estande, há ainda outras opções de pastéis, como o Santa Clara, que leva um recheio de fios de ovos, e os de banana e maçã. A olindense Larissa Alves, que visitou a Fenearte com a avó, Maria Dolores Silva, levou vários doces portugueses para casa. “Eu já conhecia, mas minha avó é quem mais gosta”, brincou a jovem.
Avó e neta fizeram questão de comprar pasteis de belém para saborear em casa
Penélope Araújo/G1
Para quem quer apreciar algumas das opções gastronômicas do estado, o estande da prefeitura de Agrestina, cidade do Agreste, vende o alfenim, doce de origem árabe que é tradição na cidade. “O alfenim veio para o Brasil com a colonização, e lá a nossa cidade é onde ele é mais famoso, já é típico de lá”, explica a diretora de turismo do município, Anayran Santos.
O doce é feito com água, açúcar, limão e um pouco de goma de mandioca. Após fazer a massa, o quitute é moldado em formatos de flores, aves, cavalos, Ler a notícia completa

Via:: Pernambuco

Close Menu